Rio de Janeiro, 01 de agosto 2022 - Edição nº 1.282
 
 


Colunistas

Ronaldo Werneck
OS FESTIVAIS DE CATAGUASES: 50 ANOS DE APOCALIPOPÓTESE
Estou trabalhando no roteiro de um filme sobre a vida da cantora cataguasense Maria Alcina junto com minha amiga Bete Martins, diretora de “My Name is Now”, o ótimo e premiado documentário sobre Elza Soares.

Sheila Sacks
Espanha Sefarad: Desterro e sofrimento
Para lembrar os 530 anos da expulsão dos judeus da Espanha e sua saga de sofrimento, uma escultura foi inaugurada, em 31 de março, no Porto de Cartagena, local da derradeira visão da Península Ibérica para aqueles judeus que partiam pelo mar em direção ao desconhecido.

Sonia Alcalde
VENTURA DO OLHAR
Tive a sensação de ter visto outros olhos assim. Percorri a vida. Achei-os, os meus. No Jardim Zoológico. Estranho, não?! Meu pai era um homem bom, trabalhador, com um salário irrisório. Estava sempre procurando algum biscate que pudesse aumentar seus ganhos.

Odete Ronchi Baltazar
A MENINA DOS LIVROS

Minha paixão pelos livros vem da infância, quando o que tínhamos para ler era somente a cartilha da escola. Lia e relia a cartilha o tempo todo. Tanto li que decorei certas lições.

Jorge Elias Neto
À propos d’un dieu – Chico Buarque
Quando tinha 10 anos (era o ano de 1974), meu pai me deu dinheiro para que comprasse meu presente de Natal. Desci correndo e fui ao Jairo Maia Discos comprar o novo LP de Chico Buarque.

Lilian Maial
CANTO DE AMOR N° IX
Por onde anda aquele por quem percorri mil léguas? Aquele da palavra amena, do ombro largo e amigo, do colo quente e macio, das incontáveis cantigas, nas noites sem estrelas e sem luar?

Enéas Athanázio
SOBRE O PIAUÍ
Numa noite destas, saltando de canal em canal na televisão, deparei com longo documentário sobre o Alto Sertão piauiense. Os repórteres e a equipe visitavam vários municípios daquela região, registrando o cotidiano de suas vidas durante o dia e a noite. Contando sempre com a simpatia e a boa vontade dos...

Antonio Nahud
VERTIGEM
A seguir, uma açoriana de olhos grandes e verdes: "É incompreensível um brasileiro sozinho", diz. Convida-me para uma festa onde o vento fez a curva, e eu aceito. As noites do bairro Alto são parábolas, poemas, atrocidade da alegria, riso fúnebre, sonhos, mentiras, invenção para ser feliz.

Carlos Trigueiro
O clube dos feios (3)
Desde o dia em que lhe mostraram sua nova face, seu coração parecia escapulir-lhe desabaladamente. E tinham razão, a dona e o coração. Acostumada à feiura generalizada da antiga fisionomia, de repente, como por milagre, ganhara um rosto interessante, quase belo, ou...

Milton Ximenes
AUSENTES VISITANTES OU UNIVERSOS EM DESENCONTROS
Já estava meio sossegado quanto aos meus pensamentos interplanetários, mas, recentemente, uma foto estampada n' "O Globo" – um céu totalmente nublado, com três luzes em expansão,...

Pedro Franco
Tempos dos avós

Deploro quem infelizmente não tem histórias de avós para contar. Tenho e não preciso espremer a cachola para contar algo. E teria tanta coisa a contar, que ultrapassaria o limite de crônica. Vamos a notas apenas.

Viegas Fernandes da Costa
OS MELHORES PROFESSORES QUE TIVE
...aqueles que mais me ensinaram coisas realmente importantes, estavam sempre vestidos de humildade, e me olhavam nos olhos. Eles sabiam ouvir, e não me lembro de nenhum dos meus melhores professores impondo-me certezas.